PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

AS PARASITOSES EXTERNAS

 

Estas parasitoses desenvolvem-se a partir do contacto com material (cestos, poleiros, ninhos, instrumentos) contaminado ou com aves parasitárias (pombos, mas igualmente, galinhas e aves silvestres).

Columbicola columbaeé um piolho com cerca de 2mm de comprimento, que se alimenta de detritos das penas e da pele, originando uma irritação cutânea que impede os pombos de repousarem.

Facilmente visíveis, quando a asa é aberta e exposta à luz, podem-se encontrar, sob as penas do pescoço e caso de infestações maciças ou após a morte do pombo.

Faculifer rostratusé um ácaro de pequenas dimensões (inferior a 1 mm), que adere às barbulas das rémiges perfurando a pena em linhas paralelas ao seu eixo.

Dermanissus gallinaeé um ácaro hematófago (que se alimenta de sangue) que se esconde durante o dia na proximidade dos ninhos, em reentrâncias (fendas, buracos, falhas) ou mesmo sob objectos vários…

Com o cair da noite, este parasita sai dos seus abrigos e ataca os pombos adormecidos, para se alimentar do seu sangue, a repetição deste processo, leva ao aparecimento de uma anemia que poderá ser mortal no caso dos borrachos.

Na impossibilidade de repousarem durante o sono, os pombos enfraquecem, perdem a sua forma e podem mesmo abandonar o ninho durante o choco, o que leva à morte do embrião (ovo negro).

Argasou carraça dos pombos tem os mesmos hábitos dos Dermanissus, causando os mesmos problemas.

A sua larva vive sobre o hospedeiro e é visível sob a forma de pontos de cor vermelha e negra, do tamanho da cabeça de um alfinete, na região do pescoço e sobre as asas.

As caraças estão apontadas como sendo um dos vectores da parafitose e da varíola.

Como evitar os parasitas externos

Para evitar as parasitoses externas e evitar as consequências nefastas da sua acção, basta polvilhar directamente os pombos com CARBARIL, deve igualmente ser aplicado em redor e sob os ninhos, de modo a prevenir e eliminar todos os parasitas rastejantes, que vivendo escondidos no meio, atacam os pombos durante a noite, pode igualmente ser diluído em água para tratamento da água do banho (uma colher das de chá por cada 10 litros de água de banho).

O tratamento com insecticida destruirá unicamente os ácaros adultos, como tal, é necessário repetir o tratamento uma semana mais tarde, de modo a eliminar os restantes ácaros que entretanto atingiram a maturidade.

 

Novidades

Flyingvet no Facebook


Flyingvet Lda no Facebook

Translator

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Widget by : Joomla Tutorial